Entrevista para Genexus News 2004

“Trabalhar na ARTech para mim, é como jogar no Peñarol”

Fabricio De Los Santos trabalha em GXVision, está no mundo GeneXus desde a primeira versão Windows da ferramenta, e está planejando lançar um portal e terminar uma novela.

Faz só um ano que voltou ao Uruguai vindo da Venezuela, onde era gerente de projeto de GXAdmin na empresa Intercable e, está de volta -> ARTech, onde trabalha em um projeto de GXVision no Brasil. “Trabalhar na ARTech para mim, é como jogar no Peñarol”, diz Fabricio, fanático pelo clube aurinegro de futebol.

Deixou muitos amigos na Venezuela, onde nasceram seus dois filhos e onde afrontou o imprevisível. Uma tarde quanto jogava futebol, uma falta o deixou com a cabeça no chão e, o golpe o fez perder a memória. Conta que enquanto estava no hospital percebendo o que estava lhe acontecendo, para se tranqüilizar começou a tentar lembrar como fazia para programar em GeneXus. “Se não me lembro disto estou frito”, pensou.

Tem 29 anos e dois filhos, Nachito (Ignacio) de três anos e TinTin (Agustín) de um. Sempre quis ser arquiteto e chegou a freqüentar o primeiro dia de aula na Faculdade de Arquitetura. Foi quando escutou um professor explicar porque essa profissão levaria 12 anos de sua vida, embora estivesse pautada para durar seis anos. Foi tudo o que precisou escutar para se levantar, ir embora e tomar outro rumo. “Sou impulsivo e sentimental”, assegura.

Fabricio é decidido, sincero, frontal e muito conversador. Conta que aprendeu como lidar com as pessoas, aos 15 anos vendendo livros em Salto, sua cidade natal. É consciente do efeito de sua loquacidade nas pessoas e, -deixando a modéstia de lado- diz que esta característica o torna um bom candidato para dedicar-se -> política. Além de livros, naquele tempo também vendia bilhetes de loteria até que começou a comercializar os produtos chacinados de Bordenave e a armar, pouco a pouco, uma importante carteira de clientes; negócio que atualmente é dirigido por seu pai.


Começou seus estudos de analista de sistemas em Salto e terminou a carreira em Montevidéu, enquanto trabalhava em uma vidraçaria, cujos donos eram tios de Karina Santo. Seu primeiro trabalho com GeneXus consistiu em provar o manual e, sem saber nada de GeneXus, desenvolveu uma aplicação com a primeira versão Windows de GeneXus (5.01). Da vidraçaria foi para uma importadora, realizou o curso de GeneXus e mais tarde trabalhou no departamento de sistemas da Administração Nacional de Correios, no desenvolvimento de um sistema de track and trace.

Também formou parte da empresa Hexa Sistemas e em 1997 se uniu a um projeto de ARTech em Equital, que daria mais tarde nascimento a GXVision. Enquanto isso, ia -> Escola de Administração da Faculdade de Ciências Econômicas, até que surgiu um projeto na Venezuela na empresa Intercable, que duraria de seis meses a um ano, mas finalizado o trabalho ficou morando naquele país e trabalhando como gerente de projeto de GXAdmin na empresa.


Talvez a experiência de vida na Venezuela seja o que o motiva hoje a ter entre as mãos um projeto pessoal de lançar um portal Web que dê trabalho a pessoas com capacidades diferentes. Porém não é o único que o atrai hoje em dia. Além disso, está escrevendo uma novela e diz que algum dia gostaria de acrescentar ao “passaporte”, além de analista de sistemas, a profissão de escritor.

 

Fabricio De los Santos
Gerência de Projetos –
Consultoria GeneXus –
ERP – Sistemas de Missão Crítica – Bancos de Dados.

Veja meus blogs em:
www.fabriciodelossantos.com

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.